Minicursos

Cultura e Empreendedorismo: a formalização e o microempreendedor cultural

Ministrante: Karen Kristien Silva dos Santos

Ementa: A oficina Cultura e Empreendedorismo é uma capacitação para agentes culturais em gestão e empreendedorismo através do compartilhamento de conceitos ligados a implementação da política tributária do Microempreendedor Individual (MEI) e ao cenário cultural contemporâneo. O enfoque dado é voltado para formalização e aspectos de gestão de projetos, além de suscitar o debate sobre aspectos e tensões observadas no campo do empreendedorismo e da cultura. Vamos tratar de regularização, notas fiscais, impostos e benefícios. E pensar o fazer cultural através de ferramentas de design e administração. É válida para empreendedores formalizados que queiram compreender melhor esse universo ou aqueles que desejam se formalizar e esclarecer dúvidas.

Karen Kristien Silva dos Santos

Horário: 17 horas
Local: a ser definido pela comissão organizadora

Número de vagas: 35

Efetue o login para se inscrever.

Direito Cultural da Pessoa com deficiência

Ministrante: Patricia Dorneles; Tatiana de Castro

Ementa: Apresentação sobre a importância dos movimentos das pessoas com e sem deficiência, e como foram determinantes para as conquistas em relação à legislação e à institucionalização da promoção da acessibilidade junto às ações, projetos, programas e políticas públicas culturais. Refletindo também, sobre o contexto atual e os desafios para o fortalecimento da política de acessibilidade cultural em diferentes cenários.

Profa. Dra. Patricia Silva Dorneles; Tatiana de Castro Barros Fonseca

Horário: 17 horas
Local: a ser definido pela comissão organizadora

Número de vagas: 40

Efetue o login para se inscrever.

Experiência de Teatro & Filosofia: o filodrama

Ministrante: Arlindo Rodrigues Picoli

Ementa: Essa oficina, da qual participei  em 2005, em Buenos Aires, na Argentina,  foi criada pelo professor  Ricardo Sassone e foi descrita como  "a configuração  do filodrama, um espaço  entre filosofia, teatro-performance e ação: notas para una estética aplicada". Trata-se da utilização  de técnicas teatrais, envolvendo  o corpo  e a interpretação dramática,  para possibilitar uma nova compreensão  do texto filosófico. Para isso utilizaremos "Das três transformações" do livro "Assim falava Zaratustra" de Nietzsche.

Prof. Arlindo Rodrigues Picoli 

Horário: 17 horas
Local: a ser definido pela comissão organizadora.

Número de vagas: 40

Efetue o login para se inscrever.

Introdução ao Teatro do Oprimido

Ministrante: Manuela Batista Nogueira; Talita Oliveira; Annelyse Hernandes; Roger

Ementa: Jogos teatrais a partir das técnicas do Teatro Imagem e do Teatro Fórum de Augusto Boal.

Horário: 17 horas
Local: a ser definido pela comissão organizadora.

Número de vagas: 20

Efetue o login para se inscrever.

Política cultural no contexto transnacional

Ministrante: Jessica Suzano Luzes

 

Ementa: O minicurso enfoca como literatura especializada (Rubim, 2003, 2005, 2008; Bolán, 2006; De Paula, 2010; Silva, 2016;) tem explicado a construção da agenda política dos diferentes países a partir das discussões em comunidades internacionais. É notável o protagonismo da UNESCO (acrônimo de United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization), cuja atuação tem inspirado o estabelecimento de instituições congêneres, em âmbito continental ou regional, a exemplo da Organização dos Estados ibero-americanos (OEI). Sua atuação no campo é histórica e extensa, e por isso, assinalamos em linhas gerais a periodização em dois momentos. O primeiro após a segunda guerra mundial, entre 1940 a 1960, as discussões internacionais não são inovadoras, pois voltam-se à assistência variados tipos de produções artísticas (artes plásticas, música, teatro, museus etc.) e o resguardo do patrimônio artístico cultural, majoritariamente produção de elite com referências europeias. No entanto, no segundo momento, a partir de 1960, houve o estímulo à institucionalização da cultura em países não Europeus. Destacaremos, assim, algumas discussões das conferências: Asiacult, em Jacarta no ano de 1973; Africacult, em Accra, no ano de 1973 e Americacult, em Bogotá, no ano de 1978.
Profa. Jessica Suzano Luzes

Horário: 17 horas
Local: a ser definido pela comissão organizadora

Número de vagas: 30

Efetue o login para se inscrever.

Política cultural no contexto transnacional

Ministrante: Jessica Suzano Luzes

Ementa: O minicurso enfoca como literatura especializada (Rubim, 2003, 2005, 2008; Bolán, 2006; De Paula, 2010; Silva, 2016;) tem explicado a construção da agenda política dos diferentes países a partir das discussões em comunidades internacionais. É notável o protagonismo da UNESCO (acrônimo de United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization), cuja atuação tem inspirado o estabelecimento de instituições congêneres, em âmbito continental ou regional, a exemplo da Organização dos Estados ibero-americanos (OEI). Sua atuação no campo é histórica e extensa, e por isso, assinalamos em linhas gerais a periodização em dois momentos. O primeiro após a segunda guerra mundial, entre 1940 a 1960, as discussões internacionais não são inovadoras, pois voltam-se à assistência variados tipos de produções artísticas (artes plásticas, música, teatro, museus etc.) e o resguardo do patrimônio artístico cultural, majoritariamente produção de elite com referências europeias. No entanto, no segundo momento, a partir de 1960, houve o estímulo à institucionalização da cultura em países não Europeus. Destacaremos, assim, algumas discussões das conferências: Asiacult, em Jacarta no ano de 1973; Africacult, em Accra, no ano de 1973 e Americacult, em Bogotá, no ano de 1978.
Profa. Jessica Suzano Luzes

Horário: 17 horas
Local: a ser definido pela comissão organizadora

Número de vagas: 30

Efetue o login para se inscrever.

Processos educativos voltados à diversidade, à inclusão e ao desenvolvimento do sujeito através das linguagens artísticas

Ministrante: Maria Cláudia Bachion Ceribeli

Ementa: Apresentação das linguagens artísticas ( dança, teatro, música, pintura, desenho, vídeo, cinema e fotografia) e suas possibilidades nos processos educativos/formativos do sujeito, com destaque para abordagens inclusivas, de valorização da diversidade e da cultura local e nacional. Experiências práticas.

Profa. Maria Cláudia Bachion Ceribeli 
Horário: 17 horas
Local: a ser definido pela comissão organizadora.

 

Número de vagas: 20

Efetue o login para se inscrever.